TORNA-TE QUEM TU ÉS!

Não foram poucas as vezes que ouvi a seguinte observação:” Nada vem do nada, tudo tem uma causa. As coisas não podem ter surgido ao acaso, deve haver uma mente por trás de tudo”

Que houve uma mente por trás do assassinato de Kennedy, eu concordo, assim como houve um planejamento e acobertamento para a morte de PC Farias (alguém se lembra disso?) em se tratando de criação do universo e posteriormente da vida orgânica como a conhecemos, se tem varias teorias, algumas embasadas em criteriosos e honestos estudos científicos, outras não.



Não posso dizer que existe dentro da ciência um consenso absoluto com relação a determinadas teorias e hipóteses, mas sabemos que todas seguem linhas de raciocínio que fatalmente a algum tempo se encontrarão. Como vem ocorrendo ao longo da historia.

As religiões não.



Deuses se excluem mutuamente. Cada religião tem o seu deus e leis que se chocam entre si. Por que um deus único seria o antagonista dele mesmo se dizendo único para cada religião? Por que um único deus criaria todo um ordenamento complexo, racista, exclusivista, machista, com a intenção de adaptar suas regras a época em que foram feitas e a cultura a que foi direcionada?

Nada vem do nada, da mesma maneira que nada vem de uma mente toda poderosa e eterna. A natureza se basta. Ela sempre existiu. Ela se testa, se cura, ela aprende e se adapta.



Por que para alguns é tão fácil conceber que um ser que nunca se mostrou para a humanidade claramente, que não tem forma (ou tem, para algumas religiões), que não foi criado por nada, mas criou tudo, sempre existiu e o universo não? “Por que tratar o tema a partir do “quem” e não do ”o que”?

Quem criou o universo? Formulação errada. Pergunte “o que” criou o universo. Se encaixarmos um “quem” já começamos a pergunta com a necessidade de uma justificativa.

Crença, fé, dogma? Não. Apenas um raciocínio embasado 13,7 bilhões de anos de observação.



A teoria de Oparin, comprovada pela experiência de Urey-Miller diz que elementos orgânicos podem ser gerados a partir de uma mistura de agentes inorgânicos, ou seja, grosseiramente falando, a vida pode surgir a partir da mistura de elementos não vivos. Uma junção de fatores externos não orgânicos podem sim criar aminoácidos fundamentais para o surgimento da vida.

Ora, o ser humano de hoje veio a surgir através de uma gradativa adaptação orgânica dos seres que o precederam ou veio do barro soprado por um ser invisível, já nascendo pronto? O universo surgiu a partir de explosões causadas naturalmente ou surgiu do nada, como um passe de mágica de um “faça-se a luz” místico?

Nenhum comentário: