TORNA-TE QUEM TU ÉS!


É uma questão de natureza. A coruja pia, a cobra silva, a ovelha bali . Eu falo como falo, escrevo como escrevo pois se falasse ou escrevesse diferente não seria eu. Creio que a linguágem tem uma importância extrema, seja, evidentemente, escrita ou falada. É através dela que expomos idéias, e tal manifestação do intelecto deve ser exercitada sempre. Tão importante quanto saber expor, é saber escutar. É buscar um entendimento racional daquilo que se quer compreender. Para tal é importantíssimo ler. Nada justifica a falta de interesse no saber, a não ser a preguiça mental. Não querer adquirir conhecimento é em si um ato passível de antipatia. Busquemos ler, entender, conhecer, pesquisar, se interessar, só assim teremos a capacidade de expor nossos pensamentos e entender as idéias novas que nos chegam.
Fechar-se para idéias é vegetar intelectualmente, é manter-se propositalmente no sono da ignorância. Buscar respostas não implica obrigatoriamente em obtê-las, mas demonstra uma inclinação louvável para descobertas.

Nenhum comentário: